Identidade corporativa

Iniciar um negócio envolve diversas coisas, como análise de mercado, a questão financeira, produtos, preço, marketing etc. Só que uma questão pouco abordada, porém não menos importante, é a identidade corporativa. Ela é fundamental tanto internamente, como forma de mostrar aos colaboradores o que esperar da companhia, como externamente, para os clientes poderem associar determinada marca a determinados valores.  

O que é a identidade corporativa?  

Agora vamos entrar mais a fundo sobre o que se trata essa identidade. Primeiramente é preciso entender que falamos não apenas da identidade visual em si da empresa, mas da “individualidade” dela. Ou seja, aquilo que a torna única no mercado baseado em valores, ideais, ações de endomarketing, postura em determinadas situações, missão etc.  

Esse conceito de identidade corporativa tem como data base o ano de 1908, com o arquiteto alemão Peter Behrens. Considerado o primeiro designer da história, ele foi contratado no ano em questão pela empresa de eletrotécnica AEG. De antemão, ele tinha como meta primordial traduzir os valores através de elementos visuais, gestão de marca e conteúdos institucionais.  

Desde então essa é um dos pilares para toda organização de sucesso. Primeiramente desenvolver sua identidade própria, que servirá como base para sua apresentação pública. Isso pode ser feito através dos materiais gráficos, campanhas, ambiente de trabalho, mídias digitais, produtos ou qualquer outra coisa produzida pela empresa.   

Qual importância de ter essa identidade?  

Antes de tudo, é preciso ter em mente que a imagem ideal da sua empresa pode levar anos para ser construída, mas com um trabalho bem-feito, você pode garantir o seu espaço no mercado. A sua importância, além do que já foi citado, é que também ele serve como base para que colaboradores, clientes e parceiros, saibam o que esperar da sua marca. Isso reforça um conceito básico aplicado aqui na Universo, que é o trabalho a longo prazo. Ninguém cria uma identidade corporativa de um dia para o outro, e a manutenção dela é tão difícil quanto a criação. 

Além disso, é preciso ter em mente que não basta criar uma identidade baseada em bons valores, missão etc. É necessário ter coerência no discurso x ação, pois nos dias de hoje os clientes são muito exigentes com as atitudes que a companhia toma. 

Por exemplo: uma empresa que tem em um discurso ecológico, mas se envolve com marcas conhecidas por serem poluentes. Ou até mesmo uma organização que se destaca por campanhas contra o machismo, mas que possui uma série de denúncias de assédio moral e sexual contra suas colaboradoras. 

Erros como esses podem levar muito tempo para serem consertados ou às vezes nem se consegue, por isso é preciso sempre estar atento. Quando se faz isso, não apenas se mostra o interesse pelo que seu público-alvo pensa, como também dá um sinal de proximidade, algo importante na fidelização dos clientes.  

Como criar sua identidade corporativa?  

Antes de pensarmos na parte mais objetiva, precisamos analisar as características subjetivas desta identidade. Podemos destacar alguns elementos:  

  • Diferenciação – aquilo que faz da sua marca única entre as concorrentes e que pode chamar atenção do público a partir disso;  
  • Coerência – como citado antes, evitar a contradição entre suas ações e seu discurso de missão e valores;  
  • Relevância – ser importante para seu público-alvo, especialmente oferecendo aquilo que eles procuram em uma marca;  
  • Reputação – finalmente, ao executar os três passos acima e lembrar que isso pode levar um bom tempo, sua marca pode tornar-se uma referência positiva dentro do seu público-alvo e até mesmo com os potenciais clientes.  

Posteriormente à análise subjetiva, chega o momento de fazer a parte objetiva. Ela segue alguns passos básicos, que seriam os seguintes:  

  • História da marca – tudo que será pensado a seguir, precisa ser coerente e integrado com as inspirações da fundação da empresa. Logo, slogan, cores, a ideia aqui é que tudo esteja ligado diretamente aquilo que te levou a empreender. O conceito de storytelling é muito importante neste elemento, mas é um assunto que merece um texto completo;  
  • Público-alvo – Avalie a forma de transmissão da mensagem. Por isso é importante criar personas como forma de entender mais a fundo o comportamento e preferências dos clientes;  
  • Identidade visual – Como você se apresentará ao mundo a partir da sua análise de público-alvo. Representa a imagem da sua empresa e deve conter alguns elementos básicos como: logotipo, paleta de cores e tipografia. Lembrando sempre que ele precisa ser pensado de forma a se comunicar bem com aquilo que os clientes buscam na sua companhia;  
  • Linguagem – por fim, mas não menos importante, a linguagem de comunicação com o público. Como dito na questão da identidade visual, é preciso que ela seja coerente com o público que se quer atingir. Por exemplo: não adianta utilizar uma comunicação muito formal, se o seu público for muito jovem. 

Integração do marketing com o departamento comercial e outras áreas da empresa 

Para que sua identidade corporativa seja completa e duradoura, é fundamental que o departamento de comunicação e marketing esteja alinhado com o comercial e com as outras áreas da empresa.  

Aqui na Universo Consultoria fazemos um trabalho que pode envolver todas as áreas de sua empresa, do marketing a vendas, de finanças à RH. Temos uma rede de parceiros especializados que nos permite atuar com diversas frentes, com o intuito de integrar os mais diversos departamentos em prol de um projeto único. 

Entre em contato agora mesmo com nossa equipe e saiba mais sobre nosso projeto de gestão de marketing

Contato

Quer melhorar a comunicação de sua empresa? Tirar um projeto da cabeça e começar a fazer com que ele vire realidade? Entre em contato com nossa equipe. Não trabalhamos com nenhum tipo de pacote pronto, analisaremos a sua necessidade e apontaremos a solução de acordo com o que sua empresa precisar.

    Open chat