Redes Sociais: Sua empresa precisa estar nelas?

Hoje em dia é difícil imaginar um planejamento de marketing de sucesso que não envolva um investimento nas redes sociais. A escolha por elas pode ser tanto para “humanizar” mais a marca, trazer ela para mais perto do seu público-alvo, como até mesmo entender as demandas e interesses das personas para qual seu produto ou serviço é destinado. 

Só que não é simplesmente sair postando e atualizando, mas sim é preciso ter um planejamento, um plano de ação, assim como saber qual rede social é mais adequada para seu produto. Agora explicaremos um pouco da importância de ter sua marca atuando de forma ativa em redes sociais.  

Brasil, um dos melhores lugares do mundo para marketing em redes sociais 

Certamente ao andar na rua, em transportes públicos e muitas vezes em casa mesmo, você já deve ter notado o quanto brasileiro utiliza redes sociais. Essa impressão de que o país vive dentro das redes não é errada, pois sozinho o Brasil representa 10% do total de tempo gasto nelas no mundo inteiro.  

Segundo o “Digital Global Overview Report”, mais recente pesquisa feita sobre os hábitos dos internautas pelo mundo (e realizada pela Hootsuite em parceria com a We Are Social),  o Brasil é o segundo país em que as pessoas mais ficam na internet no mundo. Atualmente gastamos em média mais de 10 horas por dia conectados na internet, ficando apenas atrás das Filipinas. 

A questão da pandemia deve ser levada em conta, mas antes mesmo dela, o país já se destacava como um dos mais conectados do mundo. Ainda na pesquisa, temos também dados sobre tempo de permanência dos brasileiros nas redes sociais. 

Apesar de perder uma posição, o Brasil fica em 3º no mundo, com média de 3 horas e 42 minutos por dia de uso de redes sociais. Por fim, é importante destacar nesse estudo pelo menos 98% das pessoas usam duas ou mais redes sociais, mostrando a versatilidade desse tipo de marketing.  

Como usar as redes sociais no marketing digital? 

Aqui temos dois pontos fundamentais: saber qual rede é mais adequada para seu público-alvo e como usá-la para atingi-lo. Em outras palavras: não basta ter, mas é preciso usar direito. Primeiramente é preciso entender alguns pontos que servem para qualquer que seja sua escolha: 

  • Humanizar sua marca: sabe aqueles perfis que conversam com o cliente? Ou mesmo que trazem uma resposta mais pessoal (não aquelas pré-determinadas)? São ações que buscam trazer a marca para perto do cliente, mostrar que tem pessoas por trás das marcas; 
  • Conhecer melhor sua audiência: não é apenas responder ou interagir, mas sim conhecer melhor seu público, entender as demandas deles. Além disso, também é possível coletar dados valiosos como idade, gênero, profissão, entre outros; 
  • Tráfego e conversões: saiba que também é possível realizar negócios a partir desse tipo de marketing de rede social. Algumas inclusive possibilitam criar shoppings dentro delas. Ou seja, mais uma forma de capitalizar este investimento; 
  • Segmentar anúncios de forma mais precisa: muitas redes oferecem dados coletados para os anunciantes, para que eles possam escolher sua ação da forma mais precisa possível para atingir seu público-alvo. 

Após considerar todos esses pontos, vem a parte de tratar do cronograma das postagens na rede em questão, assim como o tipo de postagem que será feito. Por exemplo: de nada adianta fazer apenas postagens anunciando seu produto, pois mesmo que seja alguém que goste da sua marca, isso passará a ser incômodo, tendo um efeito reverso. 

Neste caso o ideal é que se escolha uma proporção (por exemplo 20 a 30%) de anúncios x outras postagens que tratem de temas variados, mas dentro da sua área de atuação, claro. 

Qual rede social escolher? 

Com tudo isso que vimos, pode-se considerar que o ideal é investir no maior número de redes possíveis certo? Errado. A explicação é que além de ser algo muito desgastante, custoso e cansativo pensar em estratégias para diversas redes, além de acompanhá-las, pode ser um esforço sem o retorno esperado. 

Isso porque caso o seu público-alvo não seja um utilizador regular de determinada rede, sua mensagem pode simplesmente se perder. Vamos aqui falar de algumas das principais redes sociais utilizadas no mundo e um pouco de seus públicos-alvo. 

Youtube 

A rede social mais usada no Brasil (cerca de 95% dos internautas a utilizam, segundo o mesmo estudo da Hootsuite, mas de 2020), é também a mais abrangente. Isso porque a faixa etária média dela varia de 16 a 64 anos, tornando ela a mais versátil dentre todas.  

Facebook 

Apesar de ainda ser a rede social mais usada no mundo (mais de 2,5 bilhões de usuários), o Facebook tem perdido espaço entre os mais jovens. Atualmente as faixas etárias mais ativas nela são a “Geração X” (nascidos entre 1960 e 80) e “Millenials” (nascidos entre 1980 e 95). Contudo esta última tem migrado para a rede a seguir. 

Instagram 

Muitos dos Millenials tem migrado para a rede social baseada em imagens, que também é do grupo Facebook. Aqui predominam usuários da faixa de 34 anos ou menos, com uma maioria feminina no Brasil (cerca de 60%). 

TikTok 

A rede que contou com maior crescimento no período da pandemia, tornou-se o refúgio da “Geração Z” (Nascidos entre 1995 e 2010). O estilo muito dinâmico de vídeos curtos, desafios, entre outros criou inclusive os “tiktokers”, na sua maioria jovens, produtores de conteúdo específico para ela. 

Twitter 

Aqui começamos com redes que são mais de nicho que as demais. Por exemplo, o Twitter não tem uma faixa etária específica, apesar de ter na sua maioria um público masculino (mais de 60%). O foco dela são os temas que estão bombando no momento ou saber de algo na hora em que acontece. Isso faz com que o marketing dela precise ser mais dinâmico que o das outras. 

LinkedIn 

Falamos da principal rede de nicho, sendo esta voltada para conexões profissionais. Por conta desse diferencial, a necessidade de comunicação é outra, voltada para captar leads, clientes e talentos em potencial para sua empresa. 

Pinterest 

Por fim uma das menos lembradas, conta com um público majoritariamente feminino (cerca de 60%) e uma característica diferente de todas as outras: o foco no consumo. Muitas pessoas têm nesta rede uma inspiração para compras. Isso porque boa parte dos seus usuários a utilizam como mecanismo de busca de produtos. 

Quer trabalhar as redes sociais de sua empresa?

A Universo Comunicação e Marketing tem uma equipe especializada em redes sociais. Entre em contato agora mesmo e veja como inserir sua empresa neste mundo, ou melhorar o trabalho que já é feito por você!

Contato

Quer melhorar a comunicação de sua empresa? Tirar um projeto da cabeça e começar a fazer com que ele vire realidade? Entre em contato com nossa equipe. Não trabalhamos com nenhum tipo de pacote pronto, analisaremos a sua necessidade e apontaremos a solução de acordo com o que sua empresa precisar.

    Open chat
    %d blogueiros gostam disto: