Produtos digitais: como obter bons resultados neste mercado

A pandemia acelerou uma tendência que já podia ser vista na internet: o aumento do consumo de produtos digitais. Pode-se dizer que, além de ser uma tendência de mercado, ela possibilitou que muito mais pessoas investissem nesse nicho e buscassem assim fontes alternativas de renda (ou mesmo que isso se tornasse sua principal fonte de renda).

Pensando nisso, hoje vamos falar um pouco sobre o que são produtos digitais e dar dicas para que você possa obter um bom retorno financeiro como produtor digital (lembrando sempre que isso não acontece da noite para o dia).

O que são produtos digitais? 

Conhecidos também como infoprodutos, basicamente, são todos aqueles materiais produzidos e comercializados via online. Não há uma estrutura física que precise de armazenamento ou entrega por frete. Sendo assim, tudo acontece digitalmente.

Entre alguns exemplos de produtos digitais que podemos citar, os mais conhecidos são: e-books, vídeos, músicas, apps, artes digitais, etc. Ou seja, mesmo sem você saber o que era, já consumiu muitos desses infoprodutos.

No entanto, existem outros que são o foco de muitos produtores digitais, especialmente aqueles com ênfase educacional. Neste caso, podemos mencionar os cursos online, workshops, webinars, entre outros.

Quem são os produtores digitais? 

Certamente, você deve estar se perguntando sobre esta função, que nem é tão nova assim. Produtor digital pode ser literalmente qualquer pessoa que possua conhecimento ou especialização em uma determinada área e deseje produzir conteúdo educacional para ensinar outras pessoas.

Talvez o exemplo mais simples seja aquele das páginas ou canais que ensinam as mais diversas receitas. Ali, você encontra desde chefs renomados até alguém que nunca tenha cozinhado de forma profissional. Em resumo, praticamente qualquer um pode ser um produtor digital, desde que tenha um conhecimento a ser transmitido que agregue valor para outras pessoas.

Vale a pena criar produtos digitais? 

Se você acredita que tem conhecimento em um assunto e que haja pessoas que pagariam ou acessariam seus canais para consumi-lo, a resposta é sim! Até porque as vantagens de criar um infoproduto são muitas, confira algumas abaixo:

1 – Possibilidade de renda passiva 

Esta é uma das mais interessantes, pois após produzidos e contando com uma boa divulgação, eles basicamente se vendem “sozinhos” a qualquer hora do dia, podendo ser uma boa fonte de renda alternativa.

2 – Custo inicial baixo 

Como você não vai precisar de uma estrutura física para os produtos, o que envolveria custos com estoque, transporte, entre outros, o gasto para produzir e distribuir é muito mais baixo para um infoproduto.

Contudo, é preciso ter em mente que, dependendo do conteúdo que você for produzir, será necessário investir em algum tipo de estrutura. Por exemplo: um cenário, um estúdio, a edição de vídeos, ou mesmo ter um site profissional para divulgar/vender seu produto digital.

Dicas para ter sucesso como produtor digital 

Você já é um produtor digital ou está pensando em se tornar um? Pois o que apresentaremos aqui é válido para ambos os casos. No entanto, antes de mais nada, é sempre importante lembrar que o sucesso nesse empreendimento depende muito da paciência e de estratégias assertivas na divulgação do seu produto digital. Do contrário, a chance de decepção é grande.

Dito isso, vamos ao que interessa: as dicas!

1 – Decida o assunto e o formato 

O assunto é relativamente simples: invista em algo que você DOMINA! De nada adianta escolher um tema apenas porque está na moda, pois seu conteúdo será inferior ao daqueles que têm conhecimento sobre ele, e fatalmente o resultado será ruim.

Decidir o formato envolve escolher aquele que mais se adequa ao seu público. Por exemplo: se for um público que prefere conteúdos escritos, vale mais a pena investir em ebooks. Agora, se seu público preferir conteúdo em vídeo, um workshop é mais adequado.

Lembrando que você também deve ter em mente os custos que envolverão sua produção, que, no caso dos conteúdos em vídeo, serão maiores.

2 – Escolha cuidadosamente o local para hospedagem 

Tão importante quanto definir como será feito o conteúdo é escolher o local certo para hospedá-lo. Você pode fazer isso através de um site próprio, mas ele deve ter toda a estrutura necessária para recebimento conforme o formato e também, meios de pagamento direto nele, para facilitar a compra.

Caso prefira usar plataformas de hospedagem, opte por aquelas que sejam conhecidas, de qualidade e com suporte adequado para facilitar o processo de venda.

3 – Invista na divulgação em redes sociais, juntamente com a criação de uma landing page 

Independentemente da forma como você irá disponibilizar seu conteúdo (seja por meio de um site próprio ou plataformas), é crucial investir na divulgação nas redes sociais. Nelas, você pode apresentar trechos do conteúdo para despertar a curiosidade do potencial consumidor e até mesmo investir em promoções, como uma maneira de ampliar o alcance e o engajamento do perfil, por exemplo, sorteando o produto digital entre aqueles que curtirem e seguirem a página.

Outra opção interessante, especialmente se você comercializa em um site próprio, é ter uma landing page dedicada ao seu produto. Isso visa simplificar ao máximo o processo de compra para os consumidores.

4 – Contar com um bom trabalho de vendas, junto ao de divulgação 

As redes sociais são uma forma importante de divulgação, mas não são a única. Você poderá usar outros meios, como o e-mail marketing, por exemplo. No entanto, isso deve ser feito com uma estratégia de vendas bem estruturada.

Pensar em como divulgar o produto, se haverá algo a ser distribuído gratuitamente, calendário de divulgação, possíveis anúncios pagos, entre outras considerações, deve ser feito com cuidado para alcançar o sucesso na venda do seu produto.

Geralmente, recomenda-se ter o conteúdo pronto ou quase pronto, mas também é possível fazer isso mesmo antes de começar a criação, desde que se cumpram os prazos de entrega do produto.

Considerações finais 

Trabalhar com produtos digitais tornou-se uma opção bastante atrativa para quem deseja obter novas fontes de renda e tem conhecimentos ou habilidades que possam ter um público interessado em consumir.

Porém, como falamos de um mercado em que muita gente entrou e muitos oferecem esses mesmos conteúdos gratuitamente, é preciso entender que alguns desafios precisarão ser superados antes de se obter bons resultados.

Por fim, é necessário ter em mente a importância de se construir uma imagem de autoridade dentro do nicho em que você está inserido. Isso porque os consumidores precisam ter a certeza de que quem está passando aquele conteúdo tem embasamento, qualidade e valor para transmitir.

Gostaria de ter um bom trabalho de inbound marketing para seu negócio de produtos digitais? Entre em contato com a Universo e saiba o que podemos fazer para tornar sua empreitada bem-sucedida.

Inspiração, Insights e Estratégias para o seu Sucesso

Dia dos Namorados: qual origem da data no Brasil?

Dia dos Namorados: qual origem da data no Brasil?

O brasileiro acostumou-se que o dia 12 de junho é o Dia dos Namorados. Inclusive as gerações mais novas viveram sempre sob essa data. Filmes, séries e até desenhos vindos de fora, ao mencionarem ela (ou o “Valentine’s Day”, em inglês), associava-se aqui a,...

ler mais

Quer melhorar a comunicação de sua empresa?

Tirar um projeto da cabeça e começar a fazer com que ele vire realidade? Entre em contato com nossa equipe.

Não trabalhamos com nenhum tipo de pacote pronto, analisaremos a sua necessidade e apontaremos a solução de acordo com o que sua empresa precisar.