Aprenda a montar um plano de marketing para sua empresa

Sempre que alguém inicia um negócio, obviamente o objetivo é que ele cresça e prospere. E para isso acontecer, você precisa investir em ações publicitárias, pois, assim, será visto pelos consumidores. Só que para que elas sejam efetivas, é importante investir em um bom plano de marketing, que servirá como base para tudo que será feito.

Apesar da sua importância, falamos de algo que costuma ser posto de lado por muitas empresas, o que acaba prejudicando todo o trabalho de marketing e, consequentemente, os resultados. Por isso, hoje, vamos explicar a importância de fazer este plano e como você poderá montá-lo.

O que é o plano de marketing e qual sua importância? 

Em resumo, se trata de um documento com todas as estratégias de marketing, objetivos e indicadores de análise para um período determinado. O plano de marketing pode ser para o setor todo ou para campanhas específicas, como o Natal, Black Friday, etc.

A ideia de se fazer este plano é evitar que aconteçam situações como, por exemplo, se comece a investir em publicidades da empresa, sem que haja nenhum direcionamento.

Ou seja, o plano de marketing serve para dar ao setor uma orientação clara sobre os objetivos que deve se perseguir, os indicadores que devem ser monitorados e as estratégias a serem desenvolvidas. E há uma coisa importantíssima sobre ele: este documento não deve ser exclusivo da gestão, mas sim de todas as áreas, para que elas entendam sua importância dentro da estratégia e como sua contribuição ajudará a entregar um melhor resultado final.

Como montar seu plano de marketing? 

Para poder desenvolvê-lo da forma correta, você precisará seguir alguns passos, que são:

1 – Fazer um diagnóstico da empresa 

O primeiro passo é fazer uma avaliação interna da empresa. Isso envolve olhar para a estrutura do negócio, o número de colaboradores, o volume de vendas, o histórico de faturamento, os recursos, o posicionamento atual e os objetivos da gestão.

A partir daí, será possível definir um plano de marketing que se adeque ao tamanho da empresa e que conte com expectativas realistas.

2 – Fazer a análise de mercado 

Depois de olhar para dentro, é o momento de olhar para fora. Você deverá observar o cenário no qual sua empresa está inserida, dando enfoque ao:

  • Macroambiente – quando você olha para as mudanças que acontecem na região em que sua empresa está inserida. Isso inclui olhar os ambientes: demográfico, econômico, natural, tecnológico, político-legal e sociocultural;
  • Microambiente – olhar o setor em que você atua e quem são os principais atores envolvidos.

3 – Analisar a concorrência 

Dentro da avaliação do microambiente, chega o momento de analisar a sua concorrência. E aqui, todas as informações possíveis são importantes, como o público que atendem, qual é sua comunicação, como divulgam os produtos e resultados alcançados.

Esse é um importante movimento que possibilitará buscar insights, se antecipar a tendências de mercado e aos seus concorrentes, entender melhor qual sua fatia no mercado e identificar oportunidades de posicionamento, assim como possíveis vantagens competitivas.

4 – Definir seu público e persona  

Seguindo esses passos, neste momento você já terá uma base muito melhor para definir seu público-alvo e além dele, também poderá criar a persona de seu negócio, que nada mais é que uma criação bem específica, em que se busca colocar o máximo de informações possíveis, de forma a definir “O” consumidor ideal.

5 – Posicionamento da marca  

Agora que você já tem sua persona bem clara, você precisará definir o seu próprio posicionamento, ou seja, como a empresa quer ser percebida pelo seu público.

Apesar disso incluir questões objetivas como preço, tamanho ou design, ele está relacionado principalmente àqueles subjetivos como valores e significados da marca. Estes últimos terão papel decisivo na decisão de compra, pois interferem na relação do público da com a empresa, assim como na criação de uma identificação, o que influenciará na decisão final de compra.

6 – Definir objetivos 

Essa é uma etapa delicada, pois envolve principalmente o bom senso. Isso quer dizer basicamente que estes objetivos sejam mensuráveis e realistas com o tamanho do negócio e também com o mercado em que se está inserido.

Com isso em mente, deve-se traçar objetivos específicos, mas que, ao mesmo tempo, tenham prazos realistas para serem alcançados. Um exemplo é: conseguir atingir um número de 5 mil visitantes no site em 6 meses. Isso é realista após todas suas avaliações? Se sim, você terá uma meta clara para sua equipe e sobre a qual ela poderá trabalhar.

7 – Definir os KPIs  

A partir das metas ou objetivos definidos, você precisará pegar os KPIs corretos a serem observados para ver se está no caminho certo para seu objetivo. O mais importante desse acompanhamento é saber se os resultados estão aparecendo e se há a necessidade de fazer algum tipo de ajuste (algo que é absolutamente normal neste processo).

8 – Escolher as estratégias adequadas para seu objetivo  

Para atingir o resultado esperado, você precisará ter definido quais estratégias de marketing vão contribuir para alcançar os objetivos do Plano de Marketing.

9 – Orçamento disponível  

Outro momento crucial: entender como tudo traçado até o momento se encaixará no orçamento da empresa. Isso envolverá aquisição de ferramentas, contratação e treinamento de funcionários, campanhas de mídia paga, contratação de serviços, despesas com internet, telefone, energia, entre outros.

10 – Cronograma e responsáveis 

Por fim, é o momento de definir um cronograma para viabilizar a execução do plano, bem como os responsáveis pelas estratégias. O principal aqui é mostrar aos responsáveis quais são suas principais atribuições, sejam elas no geral ou então aqueles que ficam aos cuidados de objetivos de curto e médio prazo.

Colocando em prática e considerações finais 

Para colocá-lo em prática de uma forma eficiente, o ideal é desmembrar o plano até o nível operacional, e assim, viabilizar sua execução. E para que se consiga engajar esses funcionários é importante que os documentos do Plano de Marketing e dos Planos de Ação estejam claros e disponíveis para todos os envolvidos.

Como podem ver, não é algo simples criar um plano de marketing, mas ao ter este documento pronto, você terá um norte para onde sua empresa deverá seguir e aumentará as chances de obter melhores resultados em suas ações publicitárias.

Lembrando sempre que ele nunca deverá ser estático, mas estar sempre aberto a ajustes e correções, conforme os resultados observados. Gostaria de ter um bom plano de marketing para sua empresa? Entre em contato com a Universo e deixe para que nós tracemos o melhor para a sua marca!

Inspiração, Insights e Estratégias para o seu Sucesso

Quer melhorar a comunicação de sua empresa?

Tirar um projeto da cabeça e começar a fazer com que ele vire realidade? Entre em contato com nossa equipe.

Não trabalhamos com nenhum tipo de pacote pronto, analisaremos a sua necessidade e apontaremos a solução de acordo com o que sua empresa precisar.