Marketing de influência: o que é e porque vale fazer

Atualmente é desnecessário dizer de como a internet mudou totalmente a forma como se vê o marketing. Com o advento do marketing de conteúdo (o qual já falamos anteriormente AQUI) por exemplo, a captação de leads pelo digital tornou-se mais eficiente e até mesmo mais dirigida, pelo fato de que o conteúdo produzido vai ao encontro daquilo que seu público procura. 

Só que nos últimos tempos, o chamado “marketing de influência” vem ganhando cada vez mais força, especialmente nas redes sociais. Você já tinha ouvido falar? Pois caso não, confira a seguir que traremos mais detalhes sobre este modelo em ascensão no mundo digital. 

O que é o marketing de influência? 

Simplificando ao extremo, podemos dizer que é a evolução do boca a boca. Sabe aquilo que até hoje acontece, de você comprar algo ou contratar um serviço pelo fato de um conhecido seu confiável recomentou? Pois agora essa recomendação agora vem através de um influenciador digital que pode estar em plataformas como o Instagram, Tik Tok, Youtube, entre outras.

Só que as semelhanças param por aí, pois apesar de ser possível (mas não muito provável) que algum influenciador faça a recomendação do seu produto e/ou serviço simplesmente porque gostou, neste caso o que ocorre é uma parceria entre ele e a sua empresa. 

Importante também destacar que não se trata de um marketing de afiliados, pois pode haver essa confusão. A diferença é que no caso do marketing de influência não existe uma comissão, mas sim um valor fixo pago ao influenciador independente do resultado. Mas isso não quer dizer que este não possa também virar um afiliado, tudo dependerá do tipo de negociação feita. 

Como funciona o marketing de influência? 

A ideia de buscar uma parceria com um influenciador é que ele possa fazer uma campanha para você por meio das redes sociais dele. Neste caso, é feita uma postagem (que já vem com tags ou uma descrição do tipo “publi”, “conteúdo patrocinado”, entre outras) em que ele faz a divulgação do seu produto ou serviço. 

Tradicionalmente no caso dos produtos, a empresa costuma oferecê-lo ao influenciador em questão para que ele possa dar sua opinião sobre ele. Inclusive esta costuma ser a forma mais comum de remuneração nesse tipo de marketing: a da permuta. Só que quanto maior o alcance da pessoa, mais caro vai ficar e entrará uma compensação financeira também na negociação. Uma outra opção muito utilizada é gerar um cupom de venda com o nome do influenciador oferecendo desconto, e pagar a ele(a) uma porcentagem das vendas feitas com o cupom em questão.

Os tipos de influenciadores e como escolher 

Agora que se tem a noção básica do que é este tipo de marketing, é chegada a hora de escolher os influenciadores para dar andamento a ação. Porém, como saber qual escolher? Neste caso é muito importante ter em mente exatamente o que se quer.  

Os tipos de influenciadores variam por exemplo se você deseja aumentar seu alcance, tráfego no site ou simplesmente vendas. Além disso é preciso ver se a rede na qual ele atua combina com a sua persona. Com isso em mente, temos alguns tipos de influenciadores: 

  • Macro influenciadores – as celebridades virtuais. São aqueles com centenas de milhares ou até milhões de seguidores. Neste caso, mesmo que haja um engajamento, o público costuma ser mais variado e menos específico; 
  • Micro influenciadores – são pessoas “comuns”, que contam a partir de mil seguidores nas suas redes, mas costumam ter um público muito fiel e engajado. Além disso contam com uma audiência bem específica; 
  • Nano influenciadores – são perfis menores (com menos de mil seguidores), mas que assim como no caso acima contam com alto engajamento. Neste caso também se aplica o fato da audiência específica.

Se você quer apenas tornar sua marca conhecida, naturalmente os perfis de celebridades virtuais são os mais indicados. Porém é preciso observar se essa celebridade tem alcance dentro do público que você quer atingir, pois do contrário você pode apenas perder dinheiro, pois quem consome o conteúdo daquela pessoa, pode simplesmente não ligar para o que está sendo mostrado. 

Neste caso entra a importância dos nano e micro influenciadores, pois além de serem mais baratos para se negociar, você consegue ser muito mais assertivo na escolha. Além disso, nestes casos é mais fácil de se observar se ele conta com engajamento alto do tipo de persona da sua empresa.  

Por que fazer marketing de influência? 

Com tudo isso sendo explicado, talvez a principal dúvida deva ser: mas afinal por que eu deveria fazê-lo? Temos alguns bons motivos para isso: 

  • Lembra o que falamos lá no começo sobre o boca a boca? No caso do marketing de influência, apesar de o público do influenciador em questão saber que trata-se de uma publicidade, ele conta com uma melhor aceitação. Isso porque como a mensagem já é passada através da linguagem do parceiro em questão, ela chega de forma mais natural, sem que necessariamente a pessoa tenha a mesma reação que tem com uma propaganda tradicional; 
  • O simples fato do maketing ser feito através de uma pessoa, de forma mais casual, traz maior humanização a marca, tornado-a mais simpática aos olhos do público; 
  • Como é vantajoso para o influenciador que a parceria tenha sucesso, ele fará um maior esforço para que a campanha dê certo; 
  • Especialmente se sua marca tem como direcionamento o público mais jovem, atingí-lo via influenciadores digitais é muito mais fácil do que via mídias tradicionais; 
  • Como explicamos acima, ao saber o nicho do influenciador é muito mais fácil de atingir seu público-alvo através dele, seja ele macro ou nano. 

Como fazer? 

Para poder fazer um marketing de influência de forma eficiente é preciso ter em mente alguns pontos principais: 

  • Ter claras as metas da sua campanha – Você quer mais alcance, aumentar o tráfego na sua própria página, maior número de vendas? Ao saber isso, fica mais fácil trabalhar sua campanha e o tipo de parceiro que se busca; 
  • Saber o público-alvo que ser quer atingir – Isso é fundamental tanto para definir os influenciadores, como as redes nas quais se quer trabalhar. Afinal redes diferentes contam com público diferentes; 
  • Ter bem definida a mensagem que se quer passar – se você quer apenas tornar sua marca conhecida, mostrar um lançamento, um novo serviço, entre outros. É preciso ter isso muito claro, também para que o influenciador em questão possa saber como trabalhar e passar a mensagem que você deseja da melhor forma possível; 
  • Definir orçamento e prazos – Por fim é importante definir um orçamento para isso (que pode ser em dinheiro ou produtos) e prazos. Neste caso é fundamental definir as métricas de acordo com o que se deseja atingir. Inclusive nestes casos pode-se colocar como condição na parceria a apresentação destes resultados.  

Ficou interessado? Entre em contato com nossa equipe, para que possamos montar o seu planejamento de marketing com ações de influencers de acordo com as características de seus produtos ou serviços e do seu orçamento disponível!

Contato

Quer melhorar a comunicação de sua empresa? Tirar um projeto da cabeça e começar a fazer com que ele vire realidade? Entre em contato com nossa equipe. Não trabalhamos com nenhum tipo de pacote pronto, analisaremos a sua necessidade e apontaremos a solução de acordo com o que sua empresa precisar.